OS 10 MANDAMENTOS DO ACÓLITO/COROINHA

 

1. SER RESPONSÁVEL E ASSÍDUO. Este é quase o mandamento principal do acólito/coroinha: deve ser uma pessoa altamente responsável com a função que exerce; deve ter cuidado especial com todos os objetos litúrgicos que manuseia. Quando for escalado, não faltar à celebração. Deve também evitar faltar ou chegar atrasado aos encontros, pois para servir no altar, não basta só estar no grupo na hora da celebração, é preciso acompanhar toda a formação dada.

 

2. SER DISPONÍVEL. O acólito exerce um ministério dentro da Igreja, ou seja, faz um serviço que nenhuma outra pessoa é capaz ou está autorizada a fazer. Por isso, quando o acólito for escalado para alguma celebração, ele deve prontamente dizer: SIM, EU VOU! Salvo se tiver outro compromisso que não poderá desmarcar naquele momento.

 

3. SER ATENCIOSO. Acolitar significar servir. No nosso caso, servir o altar durante as celebrações da Missa. Desta maneira, o acólito deve ficar atento a todas as necessidades do celebrante no decorrer da Missa.

 

4. TER UM COMPORTAMENTO EXEMPLAR. O acólito, pela sua função no altar, é uma pessoa altamente visualizada por toda a comunidade. Desta forma, automaticamente, vira uma espécie de modelo de criança ou adolescente para toda a comunidade. Assim sendo, deve honrar esse grande papel que está exercendo na comunidade, comportando-se dignamente.

 

5. TER CUIDADO COM AS VESTIMENTAS, A POSTURA E OS GESTOS. O acólito/coroinha é obrigado a ter um cuidado especial com estes três itens. As vestimentas dos acólitos/coroinhas devem ser dignas. Durante os encontros deve-se evitar vir de bermuda, mini-saia, roupas curtas ou impróprias ao ambiente da Igreja. Durante as celebrações deve se vestir o mais discreta e compostamente possível. Já as posturas e os gestos, também, devem ser condizentes com o ministério que exercem. 

 

6. SER ESTUDIOSO. O acólito/coroinha é uma pessoa diferente, que deve fazer o melhor de si em tudo o que faz, inclusive na escola. Deve se esforçar parar tirar boas notas. Dentro do ambiente escolar, não deve se importar com opiniões errôneas de seus colegas quanto ao grupo que participam, mostrando sempre o orgulho em servir a Deus.

 

7. CONSIDERAR E HONRAR SUA FAMÍLIA.  O acólito/coroinha deve ser um modelo exemplar também dentro da família. Ninguém vive sadiamente sem família. As pessoas que não têm família possuem, na maioria das vezes, algum problema de ordem psicológica. Nós, mesmo tendo em casa a nossa família, muitas vezes não a tratamos com a devida importância e respeito, gerando dessa forma muitos problemas que, com o passar do tempo, não podem ser mais consertados.

 

8. RESPEITAR TODAS AS PESSOAS. O mundo em que vivemos não está restrito a nossa família, a escola ou a Igreja. Nós, seres humanos, necessitamos de gente, muita gente mesmo, para brincar, jogar, conversar, viver. Para isso temos de respeitar, tratar bem, ser educados com todas as pessoas de quem gostamos e, também, de quem não gostamos. Jesus dizia: perdoar um amigo é fácil, quero ver você perdoar um inimigo.

 

9. SER UM AMIGO VERDADEIRO. Uma das grandes qualidades do acólito/coroinha é passar todos os seus conhecimentos para os mais novos. Dentro do grupo deve existir uma amizade verdadeira entre os componentes. Devem-se evitar fofocas, brigas, discussões ou qualquer outra ação que venha desencadear a desunião do grupo.

 

10. NUNCA ESQUECER A ORAÇÃO. Este é o principal mandamento do acólito/coroinha. A oração é o combustível do católico. Sem ela, o nosso tanque de gasolina secará e nós pararemos no meio do caminho. Com ela, nós conseguiremos ter os mais íntimos contatos com Deus. Devemos recorrer à oração em todos os momentos de nossa vida para agradecer, interceder, suplicar ou para, simplesmente, conversar com Deus. Não podemos desperdiçar nenhuma oportunidade, temos que abraçar todas. Podemos rezar em qualquer lugar, sozinhos ou acompanhados. Entretanto, a oração mais poderosa que existe na face da Terra é a celebração da Santa Missa, onde o acólito/coroinha participa de camarote, por isso aproveite este privilégio que não são todos que tem.

 

Contato

© 2012 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode