QUARTA-FEIRA DE CINZAS

 “Deixai-vos reconciliar com Deus.”

 

RITOS INICIAIS

 

Animador: Reunidos para esta solene celebração, iniciemos, irmãs e irmãos,  o  caminho  quaresmal,  tempo  forte  de  convite  à  conversão  e  ao  seguimento  de  Jesus.  Cantemos:

 

1. CANTO INICIAL

 

2. ACOLHIDA (Poderá ser cantada).

 

Min: Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. 

Todos: Amém.

Min: O amor do Deus de misericórdia que nos chama a conversão esteja convosco

Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

3. INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO

 

Min: Estamos iniciando um tempo de graça e salvação, é Quaresma, espaço para mudança de vida, para conversão profunda e de retorno ao primeiro amor. Iniciamos este tempo colocando cinzas sobre nossa cabeça, como sinal de penitência, apelo à conversão e crença no Evangelho. Jesus Cristo que se dirige a Jerusalém para viver seu mistério pascal, arrasta consigo toda a Igreja. Hoje, iniciando o caminho quaresmal, ele nos pede três atitudes exigentes e complementares: oração, jejum e esmola (solidariedade).

 

5. ORAÇÃO DO DIA

 

Min: Oremos (Breve silêncio) Ó Deus, / neste dia santamente começamos a Quaresma com jejum e penitências / de quem quer se converter. / Com vossa ajuda, queremos enfraquecer nossos vícios, / combater nossa maldade, / para termos vossa força e seguir vossa vontade, / praticando o bem. / Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

 

 

LITURGIA DA PALAVRA

 

Animador: Neste tempo favorável, tempo propício, em que somos de forma muito especial convidados a deixar que a Palavra do Senhor nos modele, escutemos atentamente a voz do Senhor.

 

5. LEITURAS (Jl 2,12-18)

 

Livro do Profeta Joel.

“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e  gemidos;  rasgai  o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; Ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo”. Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa, e deixa atrás de si a bênção, oblação e libação para o Senhor, vosso Deus? Tocai a trombeta em Sião, prescrevei o jejum sagrado, convocai a assembleia; congregai o povo, realizai cerimônias de culto, reuni anciãos, ajuntai crianças e lactentes; deixe o esposo seu aposento e a esposa, seu leito. Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar, os ministros sagrados do Senhor e digam: "Perdoa, Senhor, a teu povo e não deixes que esta tua herança sofra infâmia e que as nações a dominem". Por que se haveria de dizer entre os povos: "Onde está o Deus deles?" Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou ao seu povo. Palavra do Senhor.

Todos: Graças a Deus

 

6. SALMO 50 (51)

 

Piedade, ó Senhor, tende piedade, pois pecamos contra vós.

 

• Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! / Na imensidão de   vosso amor, purificai-me! / Lavai-me todo inteiro do pecado / e apagai completamente a minha culpa!

 

•  Eu reconheço toda a minha iniquidade, / o meu    pecado está sempre à minha frente. / Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei / pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

 

•  Criai em   mim um    coração que    seja    puro,

/ dai-me de novo um espírito decidido. / Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, / nem retireis de   mim o vosso Santo Espírito!

 

•  Dai-me de   novo a alegria de   ser   salvo / e confirmai-me com espírito generoso! / Abri    meus lábios, ó Senhor, para cantar, / e minha boca anunciará vosso louvor!

 

7. SEGUNDA LEITURA (2Cor 5,20–6,2)

 

Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, somos, embaixadores de Cristo; e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos. Deixai-vos reconciliar com Deus. Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus. Como colaboradores de Cristo, nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, pois ele diz: "No momento favorável, eu te ouvi e, no dia da salvação, eu te socorri". É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação. Palavra do Senhor.

Todos: Graças a Deus

 

8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

 

Louvor a vós, ó Cristo, Rei, / Rei da eterna glória, Rei da eterna glória!

Oxalá ouvísseis hoje sua voz: / “Não fecheis os vossos corações, como no deserto!

 

9. EVANGELHO (Mt 6,1-6.16-18)

 

Min: O Senhor esteja convosco.

Todos: Ele está no meio de nós.

Min: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Luca.

Todos: Glória a vós, Senhor.

 

Min.: Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos:  "Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus. Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, de modo que a tua esmola fique oculta.  E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa. Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Ao contrário, quando tu orares, entra no teu quarto, fecha a porta e reza ao teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa. Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os homens não vejam que tu estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

Palavra da Salvação.

Todos: Glória a vós, Senhor.

 

 

10. PARTILHA DA PALAVRA (10 min)

 

11. BÊNÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DAS CINZAS

 

Depois da homilia, o ministro, de pé, diz de mãos unidas:

Min: Caros irmãos e irmãs, roguemos instantemente a Deus Pai que abençoe com a riqueza da sua graça estas cinzas, que vamos colocar sobre as nossas cabeças em sinal de penitência.

 

E após um instante em silêncio:

Min: O Deus, que vos deixais comover pelos que se humilham / e vos reconciliais com os que reparam suas faltas, / ouvi como um pai as nossas súplicas. / Derramai a graça da vossa bênção / sobre os fiéis que vão receber estas cinzas, / para que, prosseguindo na observância da Quaresma possam celebrar de coração purificado / o mistério pascal do vosso Filho. / Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

 

Em silêncio asperge as cinzas com água benta.

Os fiéis se aproximam e permanecem de pé. A pessoa que preside, e, se necessário, outras pessoas, impõe-lhes as cinzas, dizendo a cada fiel:

Convertei-vos e crede no Evangelho!

Ou:

Lembra-te que és pó, e ao pó hás de voltar.

Enquanto isso se entoa um canto apropriado.

Terminada a imposição das cinzas, a pessoa que preside a celebração lava as mãos; o rito é encerrado com a oração dos fiéis.

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

 

Todos: Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus; está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo; na santa Igreja católica; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição da carne; na vida eterna. Amém.


13. ORAÇÃO DOS FIÉS.

 

(Orações do Dia ou espontâneas).

 

14. RITO DA PAZ

Min: A paz do Senhor esteja convosco.

Todos: O amor de Cristo nos uniu

Min: Irmãos e irmãs, como filhos e filhas do Deus da paz, saudemo-nos com um gesto de comunhão fraterna.

 

RITO DE LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

 

15. COLETA FRATERNA

E o momento de trazer donativos ou oferta em dinheiro para as necessidades da comunidade, enquanto a assembleia canta um canto apropriado.

 

16. ENTRADA COM O PÃO CONSAGRADO

(O ministro coloca o pão consagrado sobre o altar)

 

17. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS

 

Min: o Senhor esteja convosco.

Todos: Ele está no meio de nós

Min: Damos graças ao Senhor, nosso Deus

Todos: É nosso dever e nossa Salvação

 

Min: Nós vos damos graças / Senhor Deus misericordioso, / paciente e compassivo e inclinado a perdoar, / porque nos dais a graça de nos prepararmos / para celebrar de coração purificado / o mistério pascal do vosso Filho Jesus Cristo.

Todos: Misericordioso é Deus, sempre, sempre o cantarei!

 

Min: Vos damos graças Senhor, / por vosso Filho Jesus / que veio para nos salvar do pecado e da morte.

Todos: Misericordioso é Deus, sempre, sempre o cantarei!

 

Min: Neste tempo de Quaresma, / um tempo favorável, tempo de graça e salvação, / recebemos de vós a força para rasgarmos o nosso coração, / dedicando-nos à oração profunda, / ao jejum verdadeiro / e à caridade sem limites.

Todos: Misericordioso é Deus, sempre, sempre o cantarei!

 

Min: Vos damos graças Senhor, / por converter o nosso coração e a nossa mente, / tornando-nos misericordiosos diante das dores e sofrimentos de nossos irmãos e irmãs, / vivendo uma vida nova, / à semelhança do Cristo ressuscitado.

Todos: Misericordioso é Deus, sempre, sempre o cantarei!

 

Min: Lembrai-vos, ó Pai, dos nossos irmãos e irmãs que morreram na paz de Cristo... (lembrar os falecidos da comunidade), e de todos os falecidos, cuja fé só vós conheceste; acolhei-os junto a vós, na luz da vossa infinita misericórdia.

Todos: Misericordioso é Deus, sempre, sempre o cantarei!

 

Min: Ó Deus, criador do céu e da terra, os nossos louvores e as nossas preces cheguem a vós pelas mãos daquele que é nosso único mediador, Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

 

RITO DE COMUNHÃO

 

19. PAI-NOSSO:

 

Min: Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do evangelho, ousamos dizer:

Pai nosso, que estais nos céus, / santificado seja o vosso nome; / venha a nós o vosso reino, / seja feita a vossa vontade, / assim na terra como no céu; / o pão nosso de cada dia nos dai hoje; / perdoai-nos as nossas ofensas, / assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; / e não nos deixeis cair em tentação, / mas livrai-nos do mal. Amém.

Min.: Pois vosso é o Reino, o poder e a glória para sempre.

 

19. CONVITE A COMUNHÃO

Min: Assim disse Jesus: " Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”. Eis o cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo.

Todos: Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

 

20. ORAÇÃO PÓS-COMUNHÃO

 

Min: Oremos (Breve silêncio) Ó Deus, / neste dia de jejum vós nos destes com fartura vossa Palavra e vosso Pão. / Dai-nos sempre, toda a vida, um coração penitente / e a graça da oração e da conversão. / Só assim é que podemos vencer o mal, / o pecado e / agradar-vos sempre mais. / Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém.

 

21. AVE-MARIA.

Ave Maria, cheia de graça. O senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres. Bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, mãe de Deus. Rogai por nós, pecadores. Agora e na hora da nossa morte.
Amém.


 

RITOS FINAIS

(Podem ser dados neste momento os avisos que interessam a comunidade)

 

22. ORAÇÃO DE BÊNÇÃO SOBRE O POVO

 

Min: O Senhor esteja com todos vocês.

Todos: Ele Está no meio de nós.

 

Min: Que Deus nos dê a força e a coragem para carregarmos a nossa cruz, seguindo o seu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, nesta caminhada para a Páscoa.

Todos: Amém.

 

Min: Que Deus de bondade e misericórdia nos abençoe. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Todos: Amém.

 

23. DESPEDIDA

Min: Glorifiquemos ao Senhor com nossa vida. Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe. Todos: Graças a Deus!

 

24. CANTO FINAL

Pode ser cantado o hino da campanha da fraternidade.